Seguidores

quarta-feira, 30 de janeiro de 2019

PICA PAU

DE VEZ ENQUANTO ALGUM PÁSSARO DIFERENTE APARECE AQUI NAS ARVORES DO MEU PRÉDIO.NÃO SEI SE ELES VEM DO PARQUE IBIRAPUERA,MAS É PROVÁVEL QUE SIM.
Já vi de tudo,até pavão.
Hoje apareceu um pica pau.Escutei toc toc toc,olhei pela janela da sala e lá estava ele no tronco da árvore a três metros de mim.Corpinho carijó e topete amarelo que nem gema de ovo. Uma graça. Estava se deliciando com farta refeição de larvas e insetos escondidos no meio do tronco.Fiquei observando a ave e me lembrei de quando meu pai apareceu em Taquaritinga ( depois de uma viagem ) com um pica pau de tecido aveludado e penas artificiais, que tinha ventosas no pé e subia pela geladeira fazendo toc toc toc.Era um brinquedo que imitava direitinho o pica pau e a gente tinha que dar corda pra ele se movimentar e subir pela geladeira.
Eu era muito pequena e guardo a cena daquela tarde bem nítida na memória,mas não sei dizer que fim levou esse brinquedo ,nem quanto tempo durou.
O pica pau de verdade aqui no prédio,só levantou voo quando estava de pança cheia e satisfeito.
Cenas assim são um presente pra gente como eu que vive enfiada no apartamento.
Vamos ver amanhã que tipo de ave virá nos visitar.

                                                                       Maria da Penha Boselli* /2019

terça-feira, 22 de janeiro de 2019

PASTANDO FELIZ




Não interessa se pastamos sozinhos ou em grupo.
As vezes,na minha introspecção solitária, tenho a sensação de que todos estamos pastando em algum lugar do Universo.
A paisagem pode ser linda,o mato verde,o horizonte amplo...Mas estamos presos,fechados na cerca invisível da ignorancia, da falsa imagem de nós mesmos,do pequeno mundo das aparencias ( a fazenda do ego )
E aí ficamos...enquanto houver capim,arvores com fartas sombras para nos acolher,algum pequeno riacho para saciar a sede...ficamos. Pastamos...cabeça baixa,mandíbulas salivando...ruminando...ruminando.
Até quando ? Até quando ?
Ser humano não é fácil. Ser apenas humano é.
Na primeira condição somos UM com o Universo ( o que nos dá um enorme responsabilidade no SER e VIVER ) Na segunda condição somos instinto e sobreviventes ( não somos SERES CONSCIENTES )
Essa passagem do "viver para se manter " para o estado de " ser para viver " já está ocorrendo na humanidade. As consciencias despertas não se contentam com uma linda paisagem e pastos verdejantes. Querem mais . Querem compartilhar,extrapolar horizontes,passar por cima da cerca ,buscar novos caminhos, plantar novas sementes e trilhar patamares superiores que melhorem esse planeta,deixando o que é velho para trás.
Saturno está sobre o Brasil e Marte regendo 2019.
Responsabilidade e madurez para resolver problemas e discernimento e equilíbrio para perseguir objetivos.

A Lua Vermelha já veio,passou e deixou o seu recado.
 


e aí ? ...vamos continuar pastando ?

                                             

                                                               Maria da Penha Boselli* / Maat* 2018

segunda-feira, 7 de janeiro de 2019

PACIÊNCIA

é preciso paciência para esperar
é preciso paciência para criar
é preciso paciência para escrever
crescer...evoluir...despertar...

A prática da paciência requer paciência emocional,mental e espiritual ( até que as energias façam âncora )

A paciência é uma prática cotidiana que deve ser incorporado aos menores hábitos do dia : escovar dentes lavar louça,separar lixo,arrumar cama...

Paciência para conversar quando voce não está com vontade e paciência para ouvir quando a conversa é desinteressante

Paciência para comigo,aceitando que tudo vem no seu devido tempo,os sonhos precisam de tempo ( sincronicidade das circunstancias )para se materializarem.

Paciência porque até o sol e a lua tem tempo certo para aparecer e desaparecer no céu.

Paciência para com o alarme que disparou no carro estacionado na rua,ainda que seja um sábado sete horas da manhã.
Quer exercitar virtuosamente sua paciência ? Vem morar em Sampa.Aqui é o lugar perfeito para a prática e exercício da paciência,ainda que essa seja uma cidade adorável para morar ou para quem gosta de uma vida cheia de expectativas.

paciência...paciência...paciência


                                            
                                                        Maria da penha Boselli* / Maat* 2018