Seguidores

quinta-feira, 6 de agosto de 2015

MEU PRIMEIRO AMOR

Meu primeiro amor,eu conheci quando tinha treze anos de idade,e vim para São Paulo (com meus pais) para operar as amigdalas. Logo que entrei no consultório dele,para marcar a cirurgia,me apaixonei.Quando ele chegou bem pertinho de mim,e mandou que abrisse a boca,nem precisou. Eu já estava com a boca aberta, escancarada e perdidamente apaixonada.
No dia seguinte,fui internada e segui para a sala de cirurgia. Sentaram-me amarrada numa cadeira enorme e ele disse que era para eu respirar fundo. Nem precisava ...eu já estava suspirando e respirando fundo fazia tempo. Mas obedeci. Quando a anestesia ( ou éter,sei lá ) começou a fazer efeito,vi uma luz verde muito forte,intensa,brilhando no escuro em que eu estava mergulhada. Essa luz tinha vida própria,era inteligente e falava comigo. A luz dizia que ia se expandir,expandir,até sufocar ( com aquele cheiro que eu estava sentindo ) todo o planeta terra. O mundo ia acabar.
Não me importei. Estava feliz,que só. Mesmo inconsciente,sabia que tinha encontrado o grande amor da minha vida.
Estava apaixonada pelo jovem médico que me deixaria tres dias de cama,com a goela doendo pra caramba,sem conseguir engolir nada ( nem a minha saliva ) que mais parecia uma baba grossa e gosmenta,misturada com sangue.

                                                            *PenhaBoselli*
                                                                                                        MAAT / 2014