Seguidores

quinta-feira, 30 de julho de 2015

A ROTINA E O TEMPO

Hoje ( como sempre tem sido desde que aposentei ) acordei,lavei o rosto com meu sabonete especial,passei minhas poções mágicas no rosto,e tomei meu café sossegadamente na mesinha da cozinha ( não sem antes mentalizar alguns sons e preces ) .
Mas essa rotina tranquila não existia antigamente na minha vida. Era tanta correria de um lado para o outro ( dar aulas,pegar e levar filhos pequenos pra lá e pra cá,médicos,pediatras,natação,ballet,handbol ) que uma vez cheguei na escola ( eu tinha cabelos longos com permanente,tipo Gal Costa ) com uma pequena escova de pentear,enrolada nos cabelos,pendurada na nuca. Foi uma colega que viu ,dentro da sala dos professores, e me avisou.
Eu sinto saudade dessa época,quando olho para meus filhos e vejo que cresceram e viraram adultos. Mas da vida louca e corrida que  eu vivia,não. Por isso ( hoje ) valorizo cada gesto realizado no meu dia,e na minha rotina pessoal ( praticados com calma,consciencia e observação ) tipo lavar louça suja dentro da pia,passar um creme no rosto,respirar profundamente sem pressa, ou fazer uma oração sem tempo marcado para acabar.


Não existe felicidade maior que ser dona do próprio tempo.
                                                                                 *PenhaBoselli*
                                                                MAAT / 2014

terça-feira, 28 de julho de 2015

PESADELO

A imagem não era nítida ...nem muito visível. Era um conjunto de  manchas nebulosas que se movimentavam em camera lenta e e em cores confusas, insinuando formas grotescas e feias. Na verdade,bastante esquisitas.
Cobri a cabeça com o lençol. Porque achamos que é possivel dissolver ou evitar um pesadelo apenas puxando o lençol sobre a cabeça ?
As formas grotescas persistiam. Flutuavam no escuro. Dançavam  como se quisessem passar uma mensagem,ou apenas me intimidar. Iam e vinham. Como era possível enxergá-las se os olhos estavam fechados?
Que bicho mais esquisito era aquele? Mole e melequento como geléia,envolto em água,composto de uma espécie de plasma azul e nadando como peixe? Não conseguia distinguir com nitidez se era um peixe voando no ar ou um pássaro mutante nadando na água.Ainda por cima,tinha dois olhos feios que me fitavam o tempo todo.
Vejam que bicho estranho…pintei a aparição enigmática na tela e fotografei. A coisa mutante está aí, bizzarra e ameaçadora. Que sonho aflitivo,que medo ! Pode crer… de madrugada e no quarto escuro é bem pior !
                                                    *PenhaBoselli*

                                                                                                MAAT / 2013

domingo, 26 de julho de 2015

TEQUILA

O que leva um homem a oferecer tequila a uma mulher,durante a fase da "conquista "?
Talvez a tequila contenha componentes químicos que alteram a sensibilidade feminina ?
Talvez a tequila atue nos corpos energéticos das pessoas envolvidas na situação,causando um relaxamento propício á sensualidade e libido ? Ou quem sabe,a tequila ( assim como nos rituais xamanicos ) abre caminhos,dissolve bloqueios e "cura "emoções limitantes e castradoras ,que impedem a troca física,emocional e mental,entre o homem e a mulher ?
Nas minhas visões intuitivas,eu o vejo oferecendo tequila para suas mulheres. E parece que elas gostam ( pelo menos se mostram bastante receptivas ).
Talvez ele esteja procurando a sua alma gemea,a sua primeira dama. 

Ele age como um xamã. Tem todo um ritual.Suas intenções são boas,elas gostam e pedem bis. Ele paparica,dá colo e faz carinho. Além de outras cositas mais.
Se tudo que vem,serve a um propósito maior,então que seja bem vindo o xamã,a beberagem e as preliminares. Viva a Tequila !
Eu,particularmente,prefiro o vinho ( demi sec,fino,blanc,gelado ).Gosto é gosto,fazer o que ? Cada um tem um número de sapato,um paladar,uma preferencia.
No universo, tudo é. E se assim é, que os céus abençõem o homem,a tequila o xamã e  a mulher.

                                                               *PenhaBoselli*
                                                                                                                      MAAT / 2014

quarta-feira, 22 de julho de 2015

TRAVESSIA

As aguas são profundas,mas na superfície tem luz.A escuridão está abaixo de mim,nada temo porque a luz me cerca por todos os lados.
Sei que a travessia é solitária,mas também sei aonde tenho que ir e aonde devo chegar.
As estrelas do céu,refletidas na água do lago,me colocam no centro de uma constelação cintilante. Existe melhor companhia,que a das estrelas,quando caminhamos só ? Pois se elas estão conosco ( ou comigo ) então todo o universo também está.
O caminho que as estrelas mostram,nem sempre é reconhecido,principalmente por aqueles que se distraem durante o percurso. É preciso ter olhos para ver e ouvidos para ouvir. Sim ! Porque as aguas sussurram segredos antigos e as estrelas nos trazem memoria akashica.
Nado tranquilamente,porque as aguas me reconhecem e eu as reconheço. Sigo em frente banhada em luz,e ciente que cada movimento,cada pequeno avanço está em consonancia com as coisas do céu e da terra.A travessia será tranquila. Não há o que temer.

                                      *Maria da Penha Boselli*
                                                                                                        MAAT / 2015 




terça-feira, 21 de julho de 2015

DETERMINADA

A idéia já está na minha cabeça.Mas admito ( para mim mesma ) que sou muuuuito preguiçosa para escrever.Invento desculpas e impedimentos. Priorizo qualquer coisa que me afaste do computador e do teclado. Até o mardito candy crush vira coisa importante,principalmente nas horas que eu não quero fazer nada.
Se voces querem contribuir para meu bem,parem de me enviar vida desse joguinho viciante. Ignorem meus pedidos de vidas extras,ou qualquer vida que possa dar continuidade ao jogo ( mesmo porque,sou péssima para raciocinar como montar brigadeiros e detonar bombas ) Daí,eu fico morrendo o tempo todo e pedindo vidas para continuar. Portanto,nem que eu peça,que eu suplique de joelhos,mandem vidas para mim. Só assim,poderei focar minha atenção em algum texto novo ou uma nova história no meu blogger.
Minha criança interior ainda não tem maturidade suficiente para o exercício da autodisciplina e auto policiamento,e por isso conto com voces. Há !...e tem mais.Se eu estiver mudando muito rapidamente de fases,e com tres estrelas no placar,saibam que não sou eu quem está jogando.É meu netinho de sete anos jogando no meu lugar. O moleque é um curisco para games. Já nasceu virtualizado e conectado, como quase todas as crianças dessa "nova humanidade "que está vindo aí. Tá no dna deles,pode crer.
Estou determinada a voltar para meu "croche ",e descartar o candy crush. Pelo menos  no croche ,vejo um resultado materializado do meu esforço. É um trabalho palpável que dá pra pegar,cheirar,tem corpo e peso. Tem consistência,tendeu ?
Vou me inspirar no viciante jogo virtual, e fazer um estilo de barras em croche, salpicadas de  bolinhas,quadrados e brigadeiros coloridos. Vai ser um croche diferente e inovador. Só que sem bombas explodindo pra lá e pra cá,sem limite de tempo para acabar e sem necessidade de ficar pedindo vidas para continuar.
Ao contrário do candy crush,no crochê  tenho minha vida inteira para terminar e muitas frutinhas coloridas para bordar.


                                                                                       *Maria da Penha Boselli*
                                                                                                                                        MAAT / 2013